Facebook e Instagram passam a sinalizar notícias falsas em posts e stories

Novidade integra extenso pacote de medidas lançado nessa segunda (21), que inclui selo indicativo para ‘jornais sob controle do estado’, além da divulgação dos gastos com publicidade virtual de candidatos às eleições.

Mark Zuckerberg parece cada vez mais empenhado no combate à propagação de notícias falsas. O proprietário do Facebook e do Instagram anunciou nessa segunda-feira (21) que fotos e vídeos com informações inverídicas publicados nas duas redes serão marcados com a etiqueta de “fake news”. O rótulo virá acompanhado de links de agências de checagem, que explicarão por que o material não merece crédito. O comunicado foi divulgado blog oficial do Facebook.

O Instagram ganhou ainda um recurso semelhante ao já utilizado no Facebook para conter a distribuição de dados falsos. Sempre que o usuário tentar compartilhar esse tipo de material, vai se deparar com um pop-up alertando para o fato de que a autenticidade do post é duvidosa. Paralelamente às indicações mais claras de conteúdo enganoso, a equipe de Zuckerberg também vai restringir a distribuição desses posts, para evitar que eles viralizem. “Em muitos países, incluindo os EUA, se tivermos sinais de que um conteúdo é falso, vamos reduzir temporariamente sua distribuição enquanto a verificação por uma agência de checagem de fatos parceira é feita”, diz o texto do comunicado. Páginas e perfis de veículos de imprensa também estão na mira do novo pacote de medidas. A partir de novembro, jornais “total ou parcialmente sob o controle editorial de governos” serão rotulados como “mídia controlada pelo Estado”. Fonte – Estado de Minas: https://bit.ly/2PbysZO

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© Todos os direitos reservados - 2020 - Desenvolvido por                                                            

logO.png
whatsapp.png