"Os brasileiros são nossos preferidos". Os planos do TikTok para o país neste ano

Ninguém pode negar que 2019 foi, definitivamente, o ano do TikTok. A rede social de produção e compartilhamento de vídeos. Depois de explodir na Ásia, a plataforma vem ganhando o Ocidente a passos largos. Prova disso é um relatório da consultoria Sensor Tower, que aponta o TikTok como o aplicativo mais baixado da AppStore (Apple) e o segundo com maior número de downloads na Play Store (Android), atrás apenas do WhatsApp - e batendo ninguém menos que o Facebook e o Facebook Messenger. Isso significa que o TikTok acumulou espantosos 750 milhões de downloads em apenas um ano. Tal resultado o credencia como o segundo app mais baixado em 2019, atrás apenas do, sempre ele, WhatsApp, que registrou 850 milhões de downloads no mesmo período. E com o Oriente já devidamente dominado, a ByteDance - controladora do TikTok - começa a voltar seus olhos a um mercado sempre cobiçado pelas empresas que administram as redes sociais: o Brasil. Afinal, das principais plataformas do gênero, nosso país sempre ocupou posições privilegiadas em rankings com maior número de usuários ativos. Além disso, na América Latina, somos a nação mais conectada em redes sociais diversas (Facebook, YouTube, Instagram, Twitter, Snapchat e LinkedIn), de acordo com um levantamento da Comscore, divulgada em julho do ano passado. Quase 90% dos brasileiros acessam esse tipo de plataforma, batendo Argentina (83%) e México (80%). Fonte: CanalTech - https://bit.ly/30Jy2xk

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© Todos os direitos reservados - 2020 - Desenvolvido por                                                            

logO.png
whatsapp.png